JAM

Departamento de Juventude Mariana

JAM – Juventude de Ação Mariana – É um setor especializado da Federação das Organizações Marianas (Cap II. Artigo 4 – Estatutos da Federação Mariana).

 

O arrefecimento dos movimentos religiosos como a Ação Católica, Cruzada eucarística, Filhas de Maria, e, em parte, as “Congregações Marianas”, trouxe no seio da Igreja o “vazio” nos movimentos jovens. Uma das razões foi a falta de visão mais engajada espiritualidade, uma maior vigência na renovação de todas as atividades humanas, segundo o documento conciliar “Apostolicam Actuositatem” (Apostolado dos Leigos). Acrescente-se com lástima, um decréscimo do culto e devoção à Mãe de Cristo e da Igreja.

O “vazio” nas atividades políticas provenientes de varias circunstancias históricas e fases renovadoras de nossa época. Este vazio está sendo preenchido de certa maneira pela “profissionalização” através de um estudo universitário mais exigente quanto à matéria ensinada.

O “vazio” de outros encontros – o ser humano é profundamente desejoso de um relacionamento profundo, como condição indispensável de sua realização.

Na idade jovem, tal desejo se torna mais impiedoso. O jovem sente a necessidade de comunicar-se e em profundidade. Como é sensível e inexperiente, os problemas pessoais, grupais e sociais o afligem fortemente e precisa participá-lo e compartilhá-los com outros, jovens e adultos. Esta comunicação ajuda-o a crescer, tomar consciência de si mesmo, da relatividade dos problemas de um lado, de sua gravidade do outro lado. De tal intercomunhão de problemas e preocupações, o jovem encontra sua identidade e sua diferença. O jovem sente a complexidade e profundidade dos problemas, sobretudo nas áreas: afetiva, profissional, social e política.

Como são campos importantes, somente um relacionamento mais profundo permite que tais assuntos sejam ventilados. Ora, hoje se sente tremendo vazio de um relacionamento profundo. Esse relacionamento profundo pretende o JAM dentro de suas limitações proporcionar aos jovens.

O JAM – Propõe-se apresentar aos jovens um sublime ideal: conhecer, amar e servir a causa de Cristo, através da Congregação Mariana. Cristo afirmou de Si: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

AÇÃO – Os jovens desejam profundamente “participar” dos vários setores da vida; eles querem ser úteis, querem servir – Participar, porque vivem todos os problemas da vida por meio das comunicações modernas.

Sentem a necessidade de realizar-se, de valorizar a sua pessoa por meio da formação de seu caráter, de sua personalidade; aspiram a se integrarem na sociedade moderna como elementos úteis.

O JAM Oferece possibilidades para as realizações de todas estas aspirações. Oferece-lhes um estilo de vida baseada na “Reflexão e Ação Apostólica”. Coloca à disposição deles normas e diretrizes oriundas da “Regra de Vida”. Convida a todos a pertencerem a uma escola de formação que são as CC.MM.

Ação, portanto, coordenada, orientada, disciplinada. Ação dirigida por determinados objetivos, motivada por interesses que empolgam. Os jamistas sabem o que querem e o que buscam.

O JAM é um meio e não o fim. O jovem que nele encontra a realização de suas aspirações, que nele se enquadra bem, deve abraçá-lo, deve integrar-se nele, mas sem jamais esquecer do grau máximo de nossa vida mariana, a consagração como congregado Mariano.

MARIANA – A maternidade divina de Maria! Maria, modelo mais próximo de Cristo, mãe dos homens e da igreja, Maria é proposta aos jovens como o mais perfeito exemplar de virtudes heróicas, é a esperança dos corações jovens, que lutam para a conquista de valores.